• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaA Galeria Luisa Strina tem o prazer de apresentar sua nova série de exposições.

    voltar para a agenda

    A sala principal e o espaço dedicado aos projetos estarão ocupados por 3 jovens artistas estrangeiros que mostram, pela

    primeira vez em uma galeria brasileira.

    basualdo 2

    SALA PRINCIPAL | EDUARDO T. BASUALDO | TESTIGO
    A Sala principal recebe a primeira exposição individual do argentino Eduardo T. Basualdo.
    Influenciado pelas meditações poéticas e sintéticas de Jorge Macchi, Basualdo lança seu próprio olhar,
    prismático e psicologicamente carregado sobre os objetos cotidianos, que atuam como correlativos
    visuais para a sempre oscilante e hermética natureza da mente.
    Testigo/Testemunha é uma instalação arquitetônica pensada especificamente para o espaço da
    Galeria, um conjunto de 6 trabalhos inspirados em ritos de passagem e cerimônias de transição, onde o
    iniciado/espectador é conduzido através de diferentes testes para abandonar um estado original e
    assumir uma nova categoria.
    A Fuga, que ocupa o fundo da sala principal, é uma construção de paredes de gesso e espelhos
    enormes que não refletem o que se apresenta diante deles, devido à inclinação de seus painéis que,
    num angulo convexo, cria um ponto cego. A peça em si é uma rachadura na realidade que nos permite
    ver (por um momento, a partir de um ângulo) o mundo sem a nossa presença. Para ser e não ser ao
    mesmo tempo.hultén
    SALA DE PROJETOS | NINA CANELL E SOFIA HULTÉN
    SOFIA HULTÉN
    Estudante de escultura na Inglaterra no início dos anos 90, Sofia Hultén foi influenciada pela idéia de
    escultura como uma mídia expansível e de grande potencial performático.
    Para a Galeria Luisa Strina, Sofia preparou uma série de 4 trabalhos, entre vídeos e esculturas. Mais
    interessada em mudar o estado de existência do material ready-made com o qual trabalha do quê
    necessariamente criar objetos novos, Hultén incorpora em seu trabalho o tempo como elemento
    inteligível em vídeos, fotografias e esculturas que captam os ciclos de vida desses objetos. O
    importante em sua prática não é chegar ao destino final – o objeto de arte – através do caminho mais
    curto, mas dar a volta em torno do labirinto de possibilidades que é para a artista, um processo de
    imprevisibilidade.

    canell
    NINA CANELL
    As instalações de Nina Canell freqüentemente reúnem objetos que interagem uns com os outros
    através de arranjos modestos. Detritos elétricos, fios e gás neon estabelecem uniões escultóricas
    quase performáticas com materiais naturais, como água, madeira ou pedras. Sua busca pela escultura
    existe em algum lugar entre o material e o imaterial, formando e questionando as relações condutivas
    entre os objetos sólidos e eventos mentais.
    Canell preparou para a Galeria Luisa Strina 5 obras inéditas que utilizam materiais diversos como vidro,
    neon, bronze e madeira.

    MINI BIOS
    EDUARDO T. BASUALDO . 1977, BUENOS AIRES, ARGENTINA, ONDE VIVE E TRABALHA.
    – Próximas exposições incluem: Musée departemental d’art contemporain de Rochechouart, France
    (2013).
    – Exposições individuais recentes incluem: The end of ending, PSM, Berlin, Germany (2012); Todo lo
    Contrario, Ruth Benzacar Gallery, Buenos Aires, Argentina (2009); Niña Lágrimas de Cocodrilo, with
    “Provisorio-Permanente”, Fondo Nacional de las Artes, Buenos Aires (2009).
    – Exposições Coletivas incluem: La Biennale de Montevideo, Uruquay (2012); Art Parcours, curated by
    Jens Hoffmann, Art 43 Basel 2012, Switzerland (2012); Mapas Invisibles, cur. by Violata Horcasitas,
    Luis Adelantado Gallery, Mexico (2012); 11th Biennale de Lyon, La Sucrière, Lyon, France (2011); One
    Way (Sentido Unico), Fundación Jumex, México (2010); Panamericana, Kurimanzutto Galery, México
    (2010).
    SOFIA HULTÉN. 1972, SUÉCIA. VIVE E TRABALHA EM BERLIM.
    – Próximas exposições incluem: Konrad Fischer Gallery (2013); Kunstverein Braunschweig (2014).
    – Exposições individuais recentes incluem: One in Ten, Galerie Nordenhake, Stockholm (2012), Statik
    Elastik, Langen Foundation, Neuss (2012), Pressure Drop, RaebervonStenglin, Zürich (2011) NoNo
    NoNoNoNo NoNo, Konrad Fischer Galerie, Düsseldorf (2011).
    – Exposições Coletivas incluem: ATOUCHOFLIFE, Galerie Anita Beckers, Frankfurt/Main (2012), Stadt
    und Land, Konrad Fischer Galerie, Düsseldorf (2012), La Vie Mode d’Emploi (Life A User’s Manual),
    Meessen De Clercq, Brussels (2011), Group Exhibition, Green On Red Gallery, Dublin (2011), Anstrøg
    II, Galleri Christina Wilson, Copenhagen (2011).
    NINA CANELL. 1979, SUÉCIA. VIVE E TRABALHA EM BERLIM.
    – Próximas exposições incluem: Moderna Museet, Stockholm (2014); Camden Art Centre, London, 2014
    (2014)
    – Exposições individuais recentes incluem: Midway Contemporary Art, Minneapolis, (2013); Hamburger
    Bahnhof Museum für Gegenwart, Berlin, (2012); Matter of the Heart, Konrad Fischer Galerie, Berlin,
    (2011); To Let Stay Projecting…, Museum Moderner Künst Stiftung Ludwig, Vienna, (2010); Five Kinds
    of Water, Hamburg Kunstverein, Hamburg, (2009).
    – Exposições Coletivas incluem: Sydney Biennale, Sydney (2012); Made in Germany Zwei (2012),
    Hannover; Second Strike, Herzliya Biennial, Tel Aviv (2011); On Line, MoMA, New York (2010);
    Liverpool Biennial, Tate Liverpool (2010); The Actuality ofthe Idea, Stuart Shave / Modern Art, London
    (2009); Manifesta 7 – European Biennial of Contemporary Art, Trentino Südtirol Alto Adige (2008)