• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaA Galeria Marília Razuk aprensenta exposição com curadoria de Alexandre Melo

    voltar para a agenda13/5/15 | quarta-feira

    ‘E PLURIBUS UNUM’ DOUGLAS GORDON, MIROSLAW BALKA, RUI CHAFES

    CURADORIA ALEXANDRE MELO

     

    A galeria Marília Razuk apresenta E Pluribus Unum, mostra organizada pelo curador e crítico de arte português Alexandre Melo. Com abertura no dia 13 de maio, a exposição reunirá seis esculturas inéditas em ferro do artista português Rui Chafes, três esculturas do artista polonês Miroslaw Balka, além de dez fotografias do artista escocês Douglas Gordon, ganhador do Prêmio Turner.

    marilia 1

    Como proposta conceitual, Melo traz a questão da unidade versus diversidade, aludindo aos recentes debates sobre o multiculturalismo e a globalização cultural. A própria realidade social do Brasil constitui, no mundo contemporâneo, um exemplo significativo da relevância das diversas dimensões deste tema.

    A expressão E Pluribus Unum pode ser traduzida do latim como De todos, um. É possível pensar em termos comoUm por todos e todos por umUm é muitos e muitos são um ou O individual é múltiplo e a multiplicidade é una.

    A frase veio originalmente de Moretum, um poema escrito pelo poeta romano Virgílio. No texto da poesia, a sentença color est e pluribus unus descreve a mistura das cores em uma só. Este lema era bem conhecido pelos literários norte-americanos do século XVIII, e foi adotado, mais tarde, pelo comitê do Great Seal of the United States, que ficou encarregado, após a independência americana, de criar um símbolo que caracterizasse os Estados Unidos da América. E Pluribus Unum, nesse contextocaptou a integração das 13 colônias originais em um único Estado.

     

    E Pluribus Unum fica em cartaz de 13 de maio até 4 de julho.