• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaArtevida (política) no MAM RJ

    voltar para a agenda

    A mostra reúne obras de 51 artistas feitas sob regimes autoritários ou em resistência a eles, organizadas em tópicos como feminismos e racismo, democracia e eleições, mapas e bandeiras, guerra e violência, greves e revoluções. Junto com artevida (corpo), em cartaz desde 27 de junho, na Casa França-Brasil, artevida (política) é o eixo principal desta grande coletiva, com 110 artistas e 350 obras do Brasil, Leste Europeu, Ásia, África, Oriente Médio e América Latina.

    Artistas participantes:

    Abdul Hay Mosallam, Anna Bella Geiger, Anna Maria Maiolino, Antonio Caro, Antonio Dias, Antonio Manuel, Aref Rayess, Artur Barrio, Beatriz González, Bhupen Khakhar, Birgit Jürgenssen, Carlos Ginzburg, Carlos Vergara, Carlos Zílio, Cecilia Vicuña, Cengiz Çekil, Cildo Meireles, Cláudio Tozzi, Clemente Padín, Emory Douglas, Gavin Jantjes, Goran Trbuljak, Gülsün Karamustafa, Hélio Oiticica, Horacio Zabala, Ion Grigorescu, Jo Spence, John Dugger, Juan Carlos Romero, Julio Plaza, Letícia Parente, Liliana Porter, Lotty Rosenfeld, Luis Camnitzer, Luis Fernando Pazos, Lygia Pape, Lynda Benglis, Margarita Paksa, Martha Rosler, Maurício Nogueira Lima, Mladen Stilinovic, Nancy Spero, Nicola L., Nil Yalter, Oscar Bony, Paulo Bruscky, Rachid Koraïchi, Ricardo Carreira, Sanja Ivekovic, Sue Williamson, Teresa Burga, Teresinha Soares, Wanda Pimentel e Wesley Duke Lee

    Curadoria de Rodrigo Moura, Adriano Pedrosa

    Georges Adéagbo – artevida (parque Lage)

    No segmento artevida (parque) o artista beninense Georges Adéagbo trabalha na montagem de sua instalação com itens que está trazendo mais o que vai comprar em brechós cariocas. Ele escolheu para este trabalho inédito refletir sobre a relação África – Brasil e o fotógrafo francês Pierre Verger e a documentação da diáspora africana.

    Curadoria de Rodrigo Moura, Adriano Pedrosa