• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaArtista Daniel Santiago expõe “O que Parece Mentira é Poesia”

    voltar para a agenda4/7/15 | sábado

    Portal de Arte Moderna - Artista Daniel Santiago expõe “O que Parece Mentira é Poesia”

    Daniel Santiago ganha exposição panorâmica sobre seus 50 anos de produção de Galeria Jaqueline Martins

    Tabela Poética

    A Galeria Jaqueline Martins têm o prazer de apresentar, a partir de 4 de Julho de 2015, a partir das 17h, a exposição “O que Parece Mentira é Poesia”, primeira individual do artista Daniel Santiago em São Paulo, sob curadoria de Cristiana Tejo. Nesta exposição, o artista discute questões existenciais e experimentos realizados nos últimos 50 anos explorando a poética do cotidiano, através de vídeos, desenhos, fotografias e performance.

    Muito conhecido por sua atuação na Arte Correio e na dupla Equipe Bruscky & Santiago, na qual atuou ao lado de Paulo Bruscky, Daniel Santiago construiu um corpo de trabalho que não se limita às contestações estéticas dos anos 1970, abordando a captação em desenho da paisagem cultural de seu entorno até a interferência poética no fluxo da cidade por meio de performances e instalações em espaços públicos. Sua obra é carregada de questionamentos filosóficos sobre a solidão, a vida e a liberdade, sempre se baseando na literatura e com o teatro para lidar com a existência.

    alfabeto_eleito_-_jpeg

    O conjunto de trabalhos exibidos na exposição retrata a pesquisa do artista sobre as questões da poesia / poiesis e do artificio, uma das vertentes mais marcantes da poética do artista. Através da encarnação (fictícia) de Augusto dos Anjos, personagem que o artista encarna, e as psicografias artísticas onde ele dialoga com o escritor Fernando Pessoa, Santiago transfere para o outro seu discurso. A concretização de seu discurso é feita através da escrita. Por outro lado, a poesia também ocupa um caráter publico e participativo, onde o artista interage com os leitores do jornal, publicando uma mensagem na parte dos classificados e assim colocando a poesia no contexto de informações que faz parte do quotidiano das pessoas.

    O-Duelo,-filme-em-super8,-1979

    Respeitando a singularidade de Daniel Santiago, a curadoria buscou um caminhar leve e fluido entre questões, processos e posicionamentos que leva em conta a tentativa do artista de manter em seu trabalho um espírito vivo e sem o desejo de ser fixado.

    Sobre Daniel Santiago

    Pernambucano de Garanhuns, Daniel Santiago formou-se em artes plásticas pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Pernambuco. Começou sua carreira no final dos anos 1960. Sua produção tem forte atuação no questionamento político do estatuto da arte local, utilizando a cidade, o corpo e outros materiais efêmeros como linguagem. Seus experimentos buscam diálogos com o público, através de abordagens irônicas, críticas e políticas para a produção de trabalhos que comunicam-se com seu contexto social, cultural, etc. Com Paulo Bruscky criaram a Equipe Bruscky & Santiago juntos atuaram aproximadamente por 25 anos, produzindo obras em diversas mídias, como performances, videos, arte postal e desenhos. Sua produção de arte postal destaca-se pela série FOME, que reflete um período de sérias dificuldades políticas no país. Daniel lecionou na Universidade Católica de Pernambuco, na Universidade Federal de Pernambuco e na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

    Serviço:

    “O que Parece Mentira é Poesia”, de Daniel Santiago

    Abertura: 04 de julho de 2015, das 12h às 18h

    Período expositivo: 05/07/15 a 01/08/15

    Curadoria de Cristiana Tejo