• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaArtista Plástica Janaina Mello Landini

    voltar para a agenda2/6/15 | terça-feira

    Portal de Arte Moderna – Artista Plástica Janaina Mello Landini

    Janaina-Mello-divulgacao---Foto-Everaldo-Nascimento
    Ciclotrama 12 – Corda, 2013 | Foto E. Nascimento

     

    Apresentada à Zipper pelo colecionador Sérgio Carvalho, de Brasília, a participação da artista Janaina Mello Landini no projeto Zip’Up (edição 2015), representa a inauguração de uma nova proposta da galeria: convidar um novo colecionador a cada ano, para apresentar ao projeto um(a) artista de sua coleção que não tenha representação em São Paulo.

    Com texto de Paulo Miyada, a individual de Janaina Mello Landini, Ciclotrama 20 – Onda, é formada por uma única instalação site-specific que deve tomar o piso superior da galeria, marcando também, o início da sua representação pela Zipper.

    Uma ciclotrama, segundo a artista, é uma secção de um ciclo contínuo e binário, uma estrutura esquemática de caráter hierárquico, que pode ser usada para facilitar a percepção de conexões e análises de padrões de universos complexos – à disposição de questões referentes às dinâmicas, aos fluxos, às trajetórias e à passagem do tempo.

     

    Ora soltas no espaço, ora utilizando-se de outros suportes, as Ciclotramas se oferecem ao espectador como um lugar de relações rítmicas. Pode ser que, metaforicamente, se assemelhem às estruturas da natureza, como as raízes de uma planta, ramos neurais, ou estruturas microscópicas, ou que ainda representem o mapeamento de caminhos e movimentos individuais, criando uma cartografia social, mas o resultado é sempre um feixe orgânico composto de partes interdependentes e interligadas.

     

    Sobre a artista:

    Janaina Mello Landini é nascida em São Gotardo, MG (1974). Vive e trabalha em São Paulo. Coordenou as produções artísticas do Instituto INHOTIM de 2006 à 2010. Hoje, dedicada apenas as artes plásticas, Janaina agrega ao seu trabalho, todo o seu conhecimento sobre a arquitetura (formada pela UFMG), a física e sobre as estruturas organizacionais que impregnam a sua visão do mundo. Suas obras transitam por diversas escalas – do objeto ao espaço público. Participa do Ateliê Fidalga desde junho 2013. Tem mostrado seu trabalho em exposições e salões por São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Belém, Paraty e na Itália, dentre outros lugares.

    Como exposições individuais podemos citar: Paisagens | Desvio, Belo Horizonte, MG (2011) e Ciclotrama | Espaço 2010, Belo Horizonte MG (2010).

    Como principais e mais recentes exposições coletivas citamos: Entrecopas | Museu nacional | Brasília DF, Art for Florence Design Week – International Design Festival 5.0 Edition | Firenze | Italia, Duplo Olhar | Paço das Artes | São Paulo SP e Jardim de Adelícia | SESC Palladium | Belo Horizonte MG, todas em 2014 e 32º Arte Pará | Belém PA e 4º Prêmio Belvedere Paraty de Arte Contemporânea | Paraty em 2013.

     

    Sobre o curador:

     

    Paulo Miyada é curador do Instituto Tomie Ohtake, onde coordena o Núcleo de Pesquisa e Curadoria e colabora com o programa da Escola Entrópica. Atualmente também atua como curador adjunto do 34o Panorama da Arte Brasileira. Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, foi assistente de curadoria da 29ª Bienal de São Paulo (2010) e realizou diversas outras exposições desde então.

     

    Serviço:

    Ciclotrama 20 – Onda, individual de Janaina Mello Landini

    Texto de Paulo Miyada – Coordenação de Mario Gioia

    Abertura:  02 de junho, das 19h às 22h

    Visitação: 03 de junho a 27 de junho de 2015

    @Zipper Galeria

    Jardim América: r. Estados Unidos, 1.494  – Tel. (11) 4306-4306

    Segunda a sexta, 10h/19h; sábado, 11h/17h  – www.zippergaleria.com.br