• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaArtista português Tiago Mestre realiza o trabalho em andamento All the things you are, no qual realiza 21 esculturas ao longo de 21 dias.

    voltar para a agenda

    Tiago Mestre
    All the things you are

    Finissage:

    Sábado 1 Fevereiro 2014, 16h-20h

    Trabalho em andamento desde 11 Janeiro 2014

    KUNSTHALE São Paulo orgulhosamente convida o artista português Tiago Mestre para realizar o trabalho em andamento All the things you are, no qual realiza 21 esculturas ao longo de 21 dias.

    O projeto consiste na elaboração de uma narrativa onde o desaparecimento da obra anterior é condição sine qua non para o surgimento da posterior. Neste exercício passional, o artista confronta-se todos os dias com a obra em uma tentativa de desapegar-se daquilo já construído para pensar novas possibilidades, novos estados de espírito, em um jogo plástico, circular e fatalmente inconclusivo.

    Se na teoria benjaminiana a aura da obra de arte tem sua origem na ideia do ritual religioso, colocando-a como um objeto a ser cultuado, Tiago Mestre põe em questão esse valor aurático da obra como estado final do processo criativo, e transfere-o para o processo em si, para o ritual diário do fazer e desfazer, do tentar, errar e acertar. Consequentemente, o artista também questiona a valorização do objeto artístico como mercadoria, o fetichismo que reifica a obra de arte e torna seu valor aurático um valor de mercado. Em All the Things you are o fetichismo volta-se para o processo, para a performance diária do artista na vitrine do espaço expositivo, cujo registro será apresentado no evento de encerramento do trabalho.

    O título do projeto – inspirado numa interpretação desta música por Django Reinhardt – sugere três pontos de partida para a leitura da obra de Mestre: all, uma tentativa de incluir todo um terrtório, um retrato completo e multifacetado; things, o processo de coisificação do universo mental do artista, um mapeamento dos estados da pessoa; e por fim you are, a inclusão do espectador na própria narrativa do processo. Assim, o artista cria uma metáfora da própria condição humana, com a qual reflete sobre a sucessão dos dias (o tempo), e sobre o modo como a mesma matéria permite construir diferentes ideias, possibilita diferentes coisas, mas existe no mundo de forma precária, finita e transitória.

     

    Curadoria de Marina Coelho

     

    –––

    Sobre Tiago Mestre

    Tiago Mestre (*1978, em Beja, Portugal), vive e trabalha em São Paulo. É artista e arquiteto. Doutorando em Arquitectura, na Faculdade de Arquitectura de Lisboa, e Mestrando na FAU-USP, em São Paulo. Estudou pintura na Escola de Artes Visuais – Ar.Co, e participou do Programa Independente de Estudos de Artes Visuais daMAUMAUS com Jürgen Bock, ambos em Lisboa. Entre as exposições em que participou estão: a individualSpeech, na Galeria Virgilio (2013), em São Paulo; Secret Life of Materials, no Centro Cultural Sérgio Porto (2012), no Rio de Janeiro; Chamo silêncio à linguagem que já não é orgão de nada, na Quase Galeria (2012), no Porto; Escape, no Lund’s Konsthall (2011), na Suécia; Noli Me Tangere, na Casa-Museu Anastácio Gonçalves (2011); Mandei matar porque não havia razão, no Espaço Avenida (2011); Herói, na VPF – Plataforma Revólver (2010); Arminda, no Goethe Institut (2009), todas em Lisboa; Bienal de Cerveira (2009); Liquid Archives, na Platform3 (2009), em Munique. Participou da residência artística no Wiels (2009), em Bruxelas.