• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaBiblioteca Mário de Andrade

    voltar para a agenda18/8/15 | terça-feira

    Marcia Pastore  ocupa o salão nobre da Biblioteca Mário de Andrade com cinco grandes esculturas interativas



     As esculturas “Tira-Linhas” atuam como instrumentos intermediadores do corpo em ação, tornando visíveis as marcas e vestígios do corpo humano sobre a matéria escultórica

     

    O Salão Nobre da Biblioteca Mário de Andrade recebe a partir de 18 de agosto de 2015, às 19h, a exposição “Tira-Linhas”, da artista Marcia Pastore. Flertando com a escultura, a dança, o desenho e a instalação, a mostra é composta por cinco esculturas interativas de grandes dimensões, onde o visitante é convidado a deixar o rastro de seus gestos e movimentos.  A curadoria e o texto de apresentação são assinados pela crítica e pesquisadora Ana Cândida de Avelar.

    Marcia-Pastore1

    Dispostas de maneira a formar um percurso que vai da porta de entrada da biblioteca até o hall que dá acesso às salas, as esculturas “Tira-Linhas” atuam como instrumentos intermediadores do corpo em ação. Quando o visitante faz o movimento, a escultura o recebe, o transmite e ao mesmo tempo detém o registro, tornando visíveis as marcas e vestígios do corpo humano sobre a matéria escultórica.

    As esculturas são compostas por três tubos de ferro dispostos verticalmente em relação ao plano do chão e presos uns aos outros por duas hastes de ferro. O tubo do centro é fixo e funciona como eixo do movimento descrito pelos outros dois tubos. Com aproximadamente 2 metros de comprimento, esses tubos poderão ser empurrados pelos espectadores e, quando em movimento descreverão uma trajetória circular em torno do seu centro. Um desses tubos possui um tarugo de giz na sua extremidade inferior e o outro, um tufo de feltro. Embaixo da escultura, painéis de MDF pintados com tinta de lousa formarão um quadrado sobre o piso da galeria. Iniciado o movimento, o giz deixará a marca de seu rastro impressa sobre a superfície da lousa, que será apagada logo em seguida, pela passagem do feltro. A circunferência jamais será desenhada por inteiro, haverá sempre uma parte ausente. O resultado do movimento imposto à escultura ficará registrado pela linha que o giz deixará marcada na lousa e por sua parte apagada.

    Marcia-Pastore-2

    A busca por dar forma às marcas indiciais do corpo em relação ao espaço que ocupa, seus movimentos e suas maneiras de perceber e ser percebido fazem parte da densa pesquisa que Marcia Pastore vem realizando nos últimos anos. A artista trabalha com a idéia de se reconstituir a ação a partir do registro. Atuante desde o final da década de 1980, desenvolveu trabalhos em escultura, desenho, fotografia e vídeo.

    O Salão nobre da Bibiloteca Mário de Andrade pretende se tornar uma das fontes potencializadoras da arte contemporânea no centro da cidade. Com um calendário de exposições de artistas emergêntes, o espaço estabelece relações com o contexto cultural e arquitetônico da Biblioteca, que completa neste ano de 2015 completa 90 anos com o prestígio de estar entre as 15 maiores bibliotecas do mundo e a segunda maior do Brasil.

    Esta exposição foi selecionada através do “Concurso de Apoio a Projetos ne Artes Visuais No Estado De São Paulo” – Edital Nº 15/2014 do Programa da Ação Cultural.

    |

    Serviço:

    Exposição: “Tira-Linhas”, da artista Marcia Pastore

    Curadoria: Ana Cândida de Avelar

    Abertura: 18 de agosto

    Período expositivo: 19 de agosto a 03 de outubro

    Biblioteca Mário de Andrade

    Centro: r. da Consolação, 94, tel. (11) 3256-5270 ramal 217. Seg. a sex., 08h30/20h30h; sáb., 10h/17h. www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/bma