• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaCCSP

    voltar para a agenda1/9/15 | terça-feira

    Centro Cultural São Paulo apresenta

     16’39’’, extinção do reino deste mundo

     De Fernanda Rappa

    Exibindo FERNANDA RAPPA, SÉRIE SEMENTES, 2014, FOTOGRAFIA.JPG

    Dia 01 de setembro, às 19h (convidados)

    Exposição de 02 setembro a 01 de novembro de 2015

     

    A exposição 16’39”, extinção do reino deste mundo, de Fernanda Rappa (São Paulo, 1981), com curadoria de Ana Luisa Lima, é fruto de um projeto no qual a artista passou longas temporadas no interior da Paraíba estudando sobre os bancos de sementes crioulas, juntamente com agentes da AS-PTA – Agricultura Familiar e Agroecologia, que desenvolvem na região, há décadas, um programa para o fortalecimento da agricultura familiar e a promoção do desenvolvimento rural sustentável no Brasil.

     

    Em 2013, Rappa foi contemplada com o PREMIO BRASIL DE FOTOGRAFIA, do qual recebeu a Bolsa para Desenvolvimento de Projeto, que resultou na presente exposição, selecionada pelo Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo – PROAC, e agora apresentada no Centro Cultural São Paulo – CCSP.

     

    Exibindo FERNANDA RAPPA, GALÁXIA 3, 2014, FOTOGRAFIA.JPG

    Através de fotografias, instalações, vídeos e objetos, a mostra retrata a saga um grupo de agricultores no interior da Paraíba que lutam para proteger as sementes crioulas que, por não serem geneticamente modificadas, se adaptam à seca paraibana, florescendo num ambiente totalmente carente de água. Paralelamente, a exposição revela os questionamentos da artista sobre os “deslumbres da humanidade na corrida espacial”. Uma história contemporânea que transita entre arte, mito e ciência.

     

    Lançando mão de uma construção metafórica, a artista busca transmitir histórias reais que beiram o conto fantástico e a ficção científica. Traz à tona as contradições de nossa existência contemporânea. Se de um lado diariamente viabilizamos modos de vida que consomem e ameaçam nossos recursos naturais, a ponto de ser possível antever nossa própria destruição, do outro, estão os esforços pontuais de preservação e sobrevivência das espécies, sejam no interior do agreste paraibano, ou na corrida espacial que nos faz sonhar com uma vida possível fora da Terra.

     

    Exibindo FERNANDA RAPPA, GALÁXIA 2, 2014, FOTOGRAFIA.JPG

    O título faz referência ao programa espacial americano que enviava macacos para o espaço na década de 60. Depois de várias missões malsucedidas, em 31 de janeiro de 1961, Ham – o chimpanzé astronauta, retornou à Terra após ficar em orbita por exatos 16 minutos e 39 segundos.

     

    No período final da mostra haverá o lançamento de um livro de pequeno formato, com textos de Ana Luisa Lima, Eder Chiodetto e Christiano Aguiar, apresentando de forma impressa o entrelaçamento dessas duas narrativas, apenas aparentemente desconexas.

     

    Sobre a artista:

    Fernanda Rappa, 1981, é uma artista brasileira que trabalha com fotografia, vídeo e instalação e explora questões relacionadas a Ecopolítica, Sociobiologia e o Antropoceno, articulando arte e ciência em narrativas que se apropriam do imaginário coletivo para existir. Participou das residências LABVERDE, Bolsa Pampulha, Residência Internacional JA.CA, Residência FUNDAJ e Prêmio Brasil de Fotografia para desenvolvimento de Projeto. Pós Graduada em Belas Artes pela University of Arts (Central Saint Martins) em Londres e Bacharel em Comunicação Social pela ESPM em São Paulo, já apresentou sua produção no Paço das Artes, Museu de Arte da Pampulha, Centro de Fotografia e Arte Contemporânea, Goethe Institut, Museu da Lingua Portuguesa, Centro Cultural Banco do Nordeste, entre outros. Em 2014 teve sua sexta individual na Central Galeria de Arte, intitulada Ininterrupto e foi contemplada nos editais PROAC de Artes Visuais e Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais – 11ª edição.

     

    Sobre a curadora:

    Ana Luisa Lima (Recife, 1978), é crítica de arte, escritora e pesquisadora independente com foco em literatura e artes visuais – imagem e narrativa. Editora da revista Tatuí (2006-2015), participou de debates, promoveu residências editoriais, ministrou laboratórios de escrita em crítica de arte em vários estados brasileiros. Criadora da Cigarra Editora com selos para livros de arte e literatura. No audiovisual, lança seu primeiro curtametragem Zona Habitável (13′, Nova Lima – MG, Brasil, 2015). Colunista da revista online Vacatussa. É representante, no Brasil, da revista de mercado de arte contemporânea e colecionismo Latinoamericano TONIC (Chile). Atualmente, faz parte do grupo de crítica do Centro Cultural São Paulo.

     

    Serviço:

     

    EXPOSIÇÃO

    16’39” a extinção do reino deste mundo 

    Fernanda Rappa

    Curadoria de Ana Luisa Lima

     

    Abertura dia 01 de setembro, às 19h

    Visitação: De 02 de setembro a 01 de novembro de 2015

     

    LANÇAMENTO DO LIVRO

    16’39” a extinção do reino deste mundo 

    31 de outubro, sábado

    Conversa aberta das 15 às 16:30 (sala de debates)

    Lançamento das 16:45 às 18:00 (no espaço expositivo)

     

    Centro Cultural São Paulo

    Rua Vergueiro, 100 – Paraíso, São Paulo – SP

    Telefone: 11 – 3397-4002

    http://www.centrocultural.sp.gov.br

    De terça a sexta, das 10h às 20h; Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h – entrada franca