• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaChoque Cultural inaugura exposição do argentino Tec

    voltar para a agenda

    Choque Cultural inaugura a exposição “Swimming Pool” do artista argentino Tec, em 26 de julho

    Artista criará um aquário com peixes flutuando pelo espaço expositivo da galeria

    São Paulo, Julho 2014 – No dia 26 de julho, sábado, às 11h, a galeria Choque Cultural promoverá a abertura da exposição ”Swimming Pool”, do artista argentino Tec. Utilizando esculturas em formato de peixes flutuando pelo o espaço, a ideia do artista é proporcionar ao visitante a sensação de estar dentro de um aquário. A exposição fica em cartaz até o dia 06 de setembro.

    IMG_7302Pela primeira vez em sua carreira, Tec transformará seus conhecidos peixes em esculturas, que flutuarão no espaço da galeria. Serão vinte obras em cerâmica, de pequeno e grande formato, finalizados com pintura automotiva. A figura é recorrente na obra do artista e, mais do que a simbologia, o artista está interessado na sinuosidade de seus movimentos. “Quando pintei um fusca, na minha última individual na cidade, tive que contemplar todas as dimensões e todos os ângulos daquele carro. Foi uma nova experiência que me inspirou a buscar uma técnica até então nunca trabalhada”, comenta.

    Além da criação desta ambientação, a mostra também contará com uma série de pinturas produzidas nos últimos meses, que irão compor o fundo desse “aquário”. A gestualidade é característica marcante na sua pintura. Às vezes o artista usa o rolo ou a brocha larga para pinceladas extensas, às vezes o pincel é usado delicadamente em pequenos desenhos pintados, palavras e detalhes. A fluidez do traço, no entanto, não diminui a impressão e rigor formal com que o artista cuida das suas telas. A parcimônia no uso das cores, poucas, alguns tons de azul, vermelho e preto é característica na obra do artista. Com essas poucas tintas o artista expressa com eloquência a força de suas histórias, cenas e personagens.

    Esta será a quarta exposição do artista na galeria Choque Cultural, depois da individual “Como conseguir tintas” de 2013 e as duas exposições coletivas que reuniram artistas argentinos. Sua exposição mais importante em São Paulo foi a “De Dentro e De Fora”, realizada em 2011 no MASP, com público superior a 250 mil visitantes.

    Tec possui uma forte ligação com a gestualidade em seus trabalhos, sejam desenhos, pinturas ou grandes murais. “O gesto se cristaliza em movimentos de pinceladas em suas telas ou fica aparente no movimento rápido do rolinho que corre pelo asfalto nas intervenções feitas na madrugada. Este meio de expressão marca de forma contundente os trabalhos do pintor, seja nos pequenos desenhos feitos com pincel fino ou dos graffiti feitos com pinceis e longos extensores que atingem alturas equivalentes a pequenos prédios”, comenta o galerista Baixo Ribeiro.

    Sobre Tec
    Nascido em Córdoba, Argentina, foi influenciado pela cultura urbana, graffiti, viagens e bandas de rock. Também estudou desenho gráfico na Universidad de Buenos Aires e complementou seus estudos com fotografia, serigrafia, animação e vídeo, além de juntar-se ao coletivo FASE. Tec tem como base de seu trabalho o desenho, mas após a crise econômica de 2001, na Argentina, passa a trabalhar com muralismo de rua. Foi um dos artistas da exposição coletiva “De dentro e de fora”, realizada no MASP, que trouxe artistas internacionais ao Brasil. O artista argentino é responsável por algumas das mais emblemáticas intervenções feitas nas ruas paulistanas, em especial no bairro de Perdizes, como “Ratão” e “Lagartixa”, e também na Avenida Paulista e na Rua João Moura, uma figura humana e um peixe, respectivamente.