• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaEm exposição na Zipper Galeria, o mexicano Ricardo Rendón trabalha as possibilidades do vazio

    voltar para a agenda

     

    No dia 17 de agosto, às 12h, a Zipper Galeria inaugura a exposição individual de Ricardo Rendón. Na mostra, intitulada “Vazio Contido”, o artista mexicano apresenta um panorama de sua produção dos últimos anos, com objetos confeccionados a partir de materiais diversos, com os quais Rendón reflete sobre o vazio e sobre seus próprios métodos de criação. A exposição fica em cartaz até o dia 14 de setembro.
    RicardoRendon2_bx

    Nessas obras, o artista analisa as condições dos materiais antes mesmo de sua utilização produtiva, além dos diferentes comportamentos de cada um deles. “Ricardo Rendón propõe em seus trabalhos um renascimento às avessas, que enfatiza o trabalho manual, e que expõe a face trabalhadora da arte conceitual, aquela que valoriza o processo, a singularidade de cada gesto”, analisa a curadora Paula Braga.

    RicardoRendon1_bx

    A exploração do vazio no trabalho de Rendón se dá através de recortes e perfurações de materiais como feltro, couro e papelão, sendo que as partes “subtraídas” da obra continuam a fazer parte dela, recontextualizadas como vestígios desse esvaziamento, físico e temporal. “Não basta a este artista mexicano oferecer o script, o algoritmo que define as repetições a serem executadas: é preciso apresentar o objeto, é preciso espalhar no chão os restos do processo repetitivo de perfurar o feltro industrial, exibindo assim uma dimensão do objeto chamada tempo, mesmo que o que sobre da obra seja muito mais um vazio do que efetivamente matéria, um vazio que aponta para a ideia de corrosão, desgaste, sumiço, desmaterialização feita pela divisão em pequenas partes”, explica ainda a curadora.

     

    No trabalho de Ricardo Rendón, a presença concomitante do objeto recortado e de seus recortes é um atestado do fazer artístico. “Encontro no fazer o caminho para reconhecer a mim mesmo e definir quem sou como pessoa. É o trabalho criativo como uma afirmação”, conta o artista. “Opto por concentrar-me nos fatos, pegadas e evidências que posso deixar por um caminho, um encontro pessoal ou mediante a transformação de um material”, conclui.

     

    Zip’Up apresenta exposição de Vítor Mizael

    Também no dia 17, o projeto Zip’Up recebe a exposição “Taxonomia”, de Vítor Mizael, com curadoria de Mario Gioia. A mostra é um panorama dos trabalhos mais recentes do artista paulistano: pinturas, desenhos e objetos de animais ‘domésticos’ – discutindo questões pertinentes à sua obra, como o deslocamento.

     RicardoRendon6_bx

    Ricardo Rendón
    Ricardo Rendón nasceu na Cidade do México, México, em 1970, onde atualmente vive e trabalha. Já participou de mostras em galerias e museus em todo o mundo, incluindo o Stedelijk Museum (Amsterdã, Holanda, em 2009); Maison Rouge (Paris, França, em 2008), Museu Tamayo (Cidade do México, México, em 2003) e MAM-México (Cidade do México, México, 2013). Suas obras compõem importantes coleções de arte contemporânea, incluindo a Fundação Cisneros Fontanals Art (CIFO), Coleção Jumex e Fondation Daniel Langlois.


    Sobre a Zipper Galeria

    Eleita a melhor galeria de arte de São Paulo na votação do Guia da Folha em 2011, a Zipper Galeria, foi idealizada por Fabio Cimino que, em 1983, começou sua carreira no mercado de arte com Raquel Arnaud, com quem trabalhou por dez anos. Entre 1993 e 1996, trabalhou como consultor de arte e marchand, auxiliando na criação e no desenvolvimento de diversas coleções públicas e privadas. Em 1997, fundou a Galeria Brito Cimino. Desde então, tem desempenhado papel fundamental no lançamento e na consolidação de grandes nomes da arte contemporânea brasileira. No ano de 2010 inaugurou a Zipper Galeria, focada na prospecção, divulgação, promoção e colocação no mercado da obra de talentos emergentes brasileiros para que uma nova geração de artistas seja consolidada. Ao seu lado, hoje na gestão da Zipper Galeria, está o filho, Lucas Cimino.

     

    Com projeto arquitetônico assinado por Marcelo Rosenbaum, o prédio da Zipper Galeria está localizado no bairro dos Jardins, em São Paulo. A Zipper Galeria concentra um grupo de artistas promissores: Adriana Duque, Alessandra Duarte, Ana Holck, Bruno Kurru, Carolina Ponte, Camille Kachani, Daniel Escobar, Deborah Engel, Estela Sokol, Felipe Morozini, Geraldo Marcolini, Highraff, James Kudo, Jardineiro André Feliciano, João Castilho, Katia Maciel, Marcelo Amorim, Nati Canto, Pedro Varela, RAG, Renata Egreja, Ricardo Rendón, Ricardo van Steen, Rodrigo Cunha, Rodrigo Oliveira, Rodrigo Zeferino e Valentino Fialdini.

     

    Mais informações: www.zippergaleria.com.br