• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaThomas Cohn inaugura a primeira joalheria de arte da América Latina em São Paulo

    voltar para a agenda

     

     

     LIV BLAVARP_RED HEADED BIRD

    “Red Headed Bird”, de Liv Blavarp (madeira de jacarandá). Cortesia Charon Kransen Arts

    Após dois anos de viagens, pesquisas  e contatos com artistas, galerias e museus da Europa, Estados  Unidos e Austrália, o pioneiro do mercado de arte brasileiro Thomas Cohn traz o conceito da joalheria contemporânea para o circuito das artes visuais no Brasil.

     

    A Galeria Thomas Cohn entra num novo ciclo de atividades em 18 de setembro de 2014, a partir das 19h, com novo espaço e novo conceito. Com mais de 30 anos de experiência, o galerista pretende abrir um novo capítulo no cenário das artes visuais, inaugurando a primeira galeria de joias de arte no Brasil, com obras únicas ou pequenas edições assinadas pela primeira plana de artistas contemporâneos internacionais. As exposições serão complementadas com programas educativos, que incluem palestras e workshops com algumas das maiores autoridades do universo da joalheria de arte internacional.

     

    Intitulada “Colares Contemporâneos”, a mostra inaugural reúne colares de cerca de 30 artistas oriundos de 12 países como Alemanha, Holanda, Suécia, Noruega, Estônia, Taiwan e Coréia do Sul. Entre os participantes figuram artistas seminais do segmento, que se destacam em carreiras de sucesso, com exposições em museus e galerias, além de dirigirem academias e ministrarem em importantes escolas de arte da Europa, EUA e Austrália, como Annelies Planteijdt (Noruega), Bettina Speckner (Alemanha), Beppe Kessler (Holanda), Karin Johansson (Suécia), Mallory Weston (EUA), Liv Blavarp (Noruega), Kadri Mälk e Tanel Veenre (Estônia)Sara Borgegard (Suécia), Myung Urso (Coréia do Sul) e Phoebe Porter (Austrália), entre outros.

     

    Diferente da joia clássica, afinal um produto industrial, a joia de arte é valorizada pela qualidade artistica (mão de obra) e não pelos materiais usados.   Propõe arte vestível que identifica o grau de cultura e bom gosto da pessoa ao invés do seu status socio-econômico.  Permite  a quem a usa levar arte no corpo e do corpo à rua.

     KATJA PRINS_DA SÉRIE_INTER-ACT_

    MYUNG URSO_LINE OPEN SQUARE E OPEN CIRCLE

    MYUNG URSO_LINE OPEN SQUARE E OPEN CIRCLE

     

    A joalheria contemporânea surgiu como especialidade a partir dos anos 1970, mas antes disso grandes artistas como Picasso, Man Ray, Salvador Dalí e Magritte criaram peças para serem usadas no corpo. É um nicho do mercado de arte inovador, que vem encontrando cada vez mais espaço com a colocação de novas galerias no mercado, com a institucionalização do setor por coleções de importantes museus (como o MoMA de Nova York e o Stedelijk, de Amsterdã), com o surgimento de feiras de arte especializadas (como as anuais Schmuck, em Munique; Sieraad, em Amsterdã; e Collect, em Londres), e com revistas com foco no assunto, como  Art Aurea (Alemanha) e a Current Obsession (Holanda).

     

    CONVITE_GALERIA_THOMAS_COHN-1

     

    www.galeriathomascohn.com.br