• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaZipper Galeria

    voltar para a agenda18/5/17 | quinta-feira

    Abertura (18/05) – Bruno Novelli + Isis Gasparini (Zip’Up)
    header-image
    MUITO SOL NA CACHOEIRA
    Individual de Bruno Novelli na Zipper Galeria

    Abertura – 18 de maio, quinta-feira, às 19h
    Com uma produção pictórica que propõe uma aproximação visual com a técnica da colagem, o artista Bruno Novelli desenvolve sua pesquisa na criação de equivalências entre os elementos que se acumulam e se sobrepõem nas telas. Em “Muito Sol na Cachoeira”, sua primeira individual na Zipper Galeria, ele exibe um conjunto de novas pinturas em que mescla distintas referências do universo gráfico na representação de elementos da flora e da cultura brasileira. Caules, flores e frutos se misturam a formas geométricas. A imagem da carranca Capelobo criada por Mestre Guarany tem o mesmo valor de um rabisco digital.
    Um das mudanças observadas nesta produção recente é o uso de grids semelhantes às linhas usadas em softwares de edição de imagens, sugerindo semelhanças entre o geométrico e o orgânico. A mostra inclui também uma performance sonora desenvolvida pelos músicos experimentais Emerson Pingarilho, Carlos Issa e Dimitre que acontece na noite de abertura.Sobre o artista
    Com uma produção desenvolvida em diferentes suportes, Bruno Novelli (Fortaleza, Brasil, 1980) desenvolve pinturas, desenhos, trabalhos digitais e mapas metagráficos. A espacialidade da pintura também aparece como objeto de pesquisa em sua série mais recente, “Substantivos Transitórios”, em que parte de experiências e registros fotográficos feitos em caminhadas na região da Amazônia e na costa de Santa Catarina e São Paulo. Sobrepondo diversos elementos em um mesmo plano, Novelli se aproxima da técnica da colagem, em que a perspectiva da pintura dá lugar a um aspecto mais bidimensional. Nessas obras, ele usa a floresta para articular uma cadeia de relações orgânicas, semelhantes às que existem também em um ambiente urbano. Nos últimos anos, participou de exposições individuais em Bogotá (Colômbia), Denver (EUA), Copenhagen (Dinamarca), São Paulo e Milão (Itália). Entre as principais mostras coletivas, destacam-se: MITOVÍDEOS, Museu da Imagem e do Som, Sao Paulo (2014); 2013; Cosmovideografias Latinoamaricanas. Centro Nacional de Las Artes, Cidade do México, 2013; Barro del Paraiso. Fundacion OSDE, Buenos Aires, 2012 e NOVA. MIS (Museu da Imagem e do Som). São Paulo, 2010.Serviço
    Exposição: “Muito Sol na Cachoeira”
    Individual de Bruno Novelli na Zipper Galeria
    Abertura: 18 de maio de 2017, às 19h
    Visitação: até 17 de junho de 2017
    R. Estados Unidos 1494, Jardim América – Tel. (11) 4306-4306
    Segunda a sexta, 10h/19h; sábado, 11h/17h

    MUSEU MISE-EN-SCÈNE
    PROJETO ZIP’UP: Isis Gasparini
    Abertura – 18 de maio, quinta-feira, às 19h

    Em sua primeira exposição individual, a artista Isis Gasparini traz uma síntese de uma pesquisa que realiza há sete anos sobre a relação entre olhar, espaço expositivo e obra de arte. A exposição “Museu mise-en-scène”, que abre dia 18 de maio na Zipper, reúne fotografias, vídeo e instalação que refletem sobre o espaço museológico como um dispositivo que direciona o fluxo e o gesto do público, bem como sua relação com a história e a memória. A mostra, com curadoria do coletivo Ágata, é a segunda abrigada pelo projeto Zip’Up em 2017, que dedica-se a projetos cutaroriais inéditos.

    Como forma de revelar a ação desse dispositivo, a artista investiga a relação entre público e obra de arte no espaço museuológico, onde os processos construídos são pensados ora como uma dinâmica cenográfica – os conflitos entre um ideal de visibilidade e a luz que intervém sobre as imagens –, ora como uma dinâmica coreográfica – o embate entre o corpo do espectador que olha e o corpo da obra que é vista.

    A maior parte dos trabalhos da artista foi realizada em museus europeus de grande circulação, sendo que cada série de traballho reflete sobre um aspecto distinto destes dispositivos: na série “Diáfano” sobre a interverência da luz na relação entre público e obra, em um espaço que busca controlar as condições de visibilidade para garantir ideal dos trabalhos; em “Postais”, a artista traz uma obra de Monet que, por meio de suas reproduções, continua respondendo às questões colocadas pelo artista sobre o modo como o tempo age sobre a paisagem.

    Sobre a artista
    Mestranda em Poéticas Visuais na ECA-USP, Isis Gasparini (São Paulo, 1989) encontra na pesquisa teórica o insumo para sua produção visual. Sua pesquisa recente encontra na fotografia, no vídeo e na instalação novas formas de pensar o olhar como uma performance que envolve todo o corpo, entendendo a obra de arte como um outro corpo que reage às condições do espaço e ao olhar do público. Residências artísticas: 7th Coreographic Coding Lab (2016), Cité Internationale des Arts (2014). Prêmios: Salão de Belas Artes Bruno George (1º Prêmio na Categoria Fotografia e o 1º Prêmio-Aquisição).

    Sobre a curadoria
    Formado em julho de 2012, o coletivo Ágata é um encontro de afinidades. Um coletivo que parte da pesquisa do processo criativo para criar ferramentas de compreensão e atuação no contexto da arte contemporânea. Ao se valer da multidisciplinaridade de suas integrantes, atua em diversas frentes, entre elas a crítica e curadoria, produção de conteúdo e trabalhos autorais.

    Serviço
    Zip’Up: “Museu mise-en-scène”
    Individual de Isis Gasparini na Zipper Galeria
    Abertura: 18 de maio de 2017, às 19h
    Visitação: até 17 de junho de 2017
    R. Estados Unidos 1494, Jardim América – Tel. (11) 4306-4306
    Segunda a sexta, 10h/19h; sábado, 11h/17h