• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • NotíciasArtistas da galeria

    voltar a lista de notícias01/01

    ANA NITZAN – Brasil – 1968  

    Vive e trabalha em São Paulo.

    Paulistana, formada pela Escola Rudolf Steiner de São Paulo Waldorf e Desenho Industrial pela FAAP de S.P. em 1989.

    Produção artística desde 1990. Desenvolve pesquisa em fotografia, desenho, pintura, joias, escultura, suportes que supram a necessidade de expressão poética da reflexão artística. As obras, na maioria dos casos, referem-se à percepção simbólica e afetiva entre ser humano e natureza. A série de “ana nitzan | sublimação “, alude ao momento em que a árvore, sem o caule é sustentada pelo ar, transcendendo a fotografia que é literalmente costurada formando um volume real.

    Em 2014/2015 púbica seu primeiro livro ” sublimação | ana nitzan “em parceria com Eder Chiodetto. Participou de diversas exposições individuais e coletivas tanto no Brasil como no exterior. Possui obras em coleções publicas, particulares, Banco Espirito Santo, BES e Banco Itaú S.A. ambas em São Paulo. A mais recente serie da artista trás a materialidade da natureza como a terra, semente e madeira para dentro da obra.

    http://artehall.com.br/arte-store/ana-nitzan-4/

    ANNELISE DE SALLES – Brasil – 1972

    Vive e trabalha em São Paulo.

    Formada em moda pela faculdade Santa Marcelina nos anos 90, começou sua carreia participando dos desfiles durante a semana de moda e de editoriais. Sempre misturando tecidos, passamanarias, rendas, construindo e desconstruindo cores, fios e texturas, o resultado eram peças que poderiam ser emolduradas.

    Abriu sua própria loja e de maneira orgânica (pouco a pouco) Annelise de Salles foi migrando paras as colagens com tecidos e o tempo foi se encarregando de mudar os rumos. Tintas e telas passaram a tomar todo o espaço. A inspiração para sua primeira produção como artista plástica veio de uma temporada em Londres estudando na Central Saint Martins, técnicas de pintura e colagem em diferentes superfícies.

    Participou de feiras de Arte como SP ARTE 2016/2017, FEIRA PARTE, e exposições coletivas na Arte Hall.

    http://artehall.com.br/store-artista/annelise-de-salles/

    CECÍLIA WALTON – Brasil – 1960

    Vive e trabalha em São Paulo.

    CURSOS EXTRACURRICULARES

    Acompanhamento de Projetos com Nino Cais, Hermes Artes Visuais, São Paulo, Brasil. Participou do Ateliê Fidalga de 2004 a 2011, com o Acompanhamento de Projetos coordenado pelos artistas Albano Afonso e Sandra Cinto. Em “Dynamic Encounters” visitou as Bienais de Veneza, Basel, feiras de arte e museus, além da Documenta de Kassel e Inhotim.

    SALÕES E PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS

    Prêmio Referência Especial do júri, Salão Nacional de Arte de Jataí, 2013, Goiás

    Menção Honrosa no prêmio Belvedere, 2013, Paraty, Rio de janeiro

    Prêmio Incentivo no 7º Salão de Arte Sesc Amapá

    http://artehall.com.br/store-artista/cecilia-walton/

    DEDÉ RENATO LINS – Brasil – 1972

    Vive e trabalha em São Paulo.

    Artista autodidata e designer gráfico, Dedé (Renato Lins) é formado em Comunicação Social pela Universidade Católica de Salvador (1996) e pós-graduado em design gráfico pela Universidade de Barcelona (1998).

    No final dos anos 90 passa a viver em Barcelona, onde colabora com diversos artistas e designers locais e começa a desenvolver seu trabalho em pintura. Desde 2006 vive em trânsito entre o Brasil e Espanha num processo de deslocamento contínuo e catalisador de uma grande liberdade estética e conceitual. E recentemente se fixa em São Paulo.

    Realizou exposições coletivas e individuais em São Paulo, Salvador, Barcelona e Menorca e, em 2010, realizou uma residência artística em Angola durante a II Trienal de Luanda. Também já participou de feiras de arte contemporânea em São Paulo, a SP ARTE e FEIRA PARTE.

    http://artehall.com.br/store-artista/dede/

    EVANDRO SOARES – Brasil – 1979

    Vive e trabalha em Goiânia.

    Conecta o saber popular com questões da arte contemporânea, liga sua longa experiência em serralheria (que confere à sua produção qualidade técnica irrepreensível) ao frescor com que trada as questões que advêm dos códigos construtivistas, minimalistas e até mesmo do design e da arquitetura. Uma inventividade intuitiva rege seu modo de pesquisar a linha como fundamento do desenho, sua maneira de tratá-la como único elemento de sua linguagem artística.

    O artista manobra e expande o conceito de desenho entre os espaços bidimensional e tridimensional, entre a forma inscrita sobre o suporte e a projeção para fora dele; realiza deslocamentos até a dimensão do objeto e às vezes até à instalação, quando extrapola os limites do suporte e instala a obra diretamente na parede, por meio de formas criadas com linhas metálicas que se fixam perpendicularmente na parede, e de vinil adesivo recortado, que por sua vez desempenha a função de sombra.

    O espaço é o grande motivo da obra de Evandro Soares que surpreende pela inteligência plástica das estruturas de pequenos espaços dentro de pequenos espaços, de escadas que acessam escadas ou que dão em mundos subjetivos.

    http://artehall.com.br/store-artista/evandro-soares/

    LUIZ MAUDONNET – Brasil 1995

    Nascido no Rio de Janeiro, vive e trabalha em São Paulo.

    Suas primeiras inspirações fotográficas começaram com as viagens de carro pelo Brasil, desbravando estradas e trilhas, com o interesse de chegar em destinos de difícil acesso. Apesar do encantamento com tais destinos, o caminho até eles era o que mais o interessava, a transição de um lugar para o outro.

    Após uma longa viagem de carro cruzando o nordeste, Luiz se afirmou como artista fotográfico. Seu trabalho autoral surge das diversas viagens, com foco nas abstrações naturais e pessoas que encontra pelo caminho.

    A última série apresentada foi resultado de meses viajando por dentro das Reservas de desenvolvimento sustentável da Amazônia, trazendo a reflexão sobre a passagem do tempo em diversos fragmentos. Em seu currículo possui exposições internacionais, nacionais e trabalhos institucionais. Bacharelado em Comunicação Social pela ESPM e formado em Fotografia na Panamericana.

    http://artehall.com.br/store-artista/luiz-maudonnet/

    PAULA CLERMAN – Brasil – 1969

    Vive e trabalha em São Paulo.

    Busca através da arte, revelar aspectos de identidade e da história que foram incorporados pela rotina, mas denotam pontos de vista e realidades sociais específicas a serem discutidas.

    Artista contemplada pelo Programa Nova Fotografia, MIS, Museu de Imagem e Som, apresentou sua primeira individual “Beleza Americana” em 2016. Vencedora do 4th International Exhibition of Photography Photo Emotion, em Banja Luka, Bósnia e Hezergovina, em 2015.

    Formada em Administração pela FAAP, trabalhou com moda durante 25 anos e se dedica à fotografia desde 2007, buscando aprimorar seu trabalho artístico através da prática e do estudo com os fotógrafos Armando Prado, Arno Rafael Minkkinen, Cláudio Edinger e Gal Oppido.

    http://artehall.com.br/store-artista/paula-clerman/

    VALÉRIA WEBER – Brasil – 1969

    Vive e trabalha em São Paulo.

    Formada em Administração de Empresas na FGV e estudou Curadoria em Arte Contemporânea na Chelsea School of Arts/ UAL Londres, em História da Arte/Universidade de Oxford, em Pintura, Técnicas Clássicas – Accademia DArte Firenze – Itália, entre outros.

    Atuou por 10 anos como diretora de criação em design gráfico, teve experiência prévia em criação de moda além de fazer praticas em ateliês com nomes como Paulo Pasta, Leda Catunda e Deborah Paiva.

    Realizou exposições coletivas e individuais em São Paulo e em 2013 uma curadoria para a exposição Brazil am Main – em Frankfurt, Alemanha.

    http://artehall.com.br/store-artista/valeria-weber/

    IURI SARMENTO – Brasil – 1969

    Vive e trabalha em São Paulo.

    Pintor. Formado em artes plásticas pela Escola Guignard, Belo Horizonte. Viveu muitos anos em Salvador, por isso suas referências a azulejaria portuguesa. Fez várias mostras pelo Brasil bem como já expos na Espanha, Portugal, Argentina e sua última individual foi em Paris na galeria Agnes Monplaisir.

    As pinturas de IURI SARMENTO relacionam-se diretamente com a nossa herança visual portuguesa e nos remetem a imagens recorrentes que ocupam o lugar devido em nossa memória cultural e afetiva.

    Suas composições pop-barroco elogiam o excesso e a saturação. Somam-se à justaposição de cores improváveis, uma infinidade de texturas e detalhes diferentes – brilhantes e opacos, listras e bolas, flores e figuras geométricas – formando um excepcional vocabulário de efeitos pictóricos.

    IURI SARMENTO faz parte de uma geração de artistas da Bahia que obtiveram ressonância nacional a partir de uma eficiente estratégia promovida pelo Museu de Arte Moderna da Bahia nos anos 90.

    Suas figuras curiosas nos remetem ao grande mestre Sante Scaldaferri e determinam um diálogo profundo com a arte popular nordestina. Ao mesmo tempo Iuri é discípulo criativo e diferenciado de artistas valiosos da geração 80 como Leonílson, Beatriz Milhazes e Adriana Varejão.

    FABIANO AL MAKUL – Brasil – 1973

    Vive e trabalha em São Paulo, Brasil.

    Empresário e fotógrafo, iniciou a carreira em Maio de 2013 através da exposição individual ELEMENTOS EM COR, realizada em São Paulo, onde logo retratou sua paixão pelas cores e elementos em cenas simples ou mesmo num espectro mais amplo.

    Em Dezembro do mesmo ano, se destacou com a obra DONA TEREZA DA MANGUEIRA na mostra coletiva MAIL ART CUPCAKE, realizada no MuBE, em São Paulo. Na ocasião, conectou sua arte a uma de suas grandes paixões, a alma da velha-guarda do samba.

    Em Junho de 2015, realizou também em São Paulo sua segunda exposição individual, com o tema A RIQUEZA DA CENA SIMPLES, onde procurou manifestar num contexto poético a sutileza do detalhe de uma cena que normalmente passaria desapercebida. Expressou sua alma em cenas do cotidiano ricas em sombra e luz, bem como a paixão pelas cores que conectam situações distintas através de Polípticos.

    No mês de Novembro de 2015, abriu em Belo Horizonte a exposição individual OUTROS OLHOS PRA VER, um resumo de todo o seu trabalho autoral sob curadoria do conceituado Wilson Lazaro.

    Em Setembro de 2016, abre sua primeira exposição individual no Rio de Janeiro, CADERNO DE ANOTAÇÕES, onde apresenta séries inéditas de polípticos e fotografias da série Minha Alma.

    Ao longo de sua trajetória, tem se caracterizado por uma pesquisa não sistemática, deixando a sensação de escolher temas ao acaso, retratando cenas que lhe remetem a saudade, a uma música, a nostalgia, enfim, a emoção do olhar sobre a poesia do pequeno gesto.

    JAQUES FAING – Brasil – 1959

    Vive e trabalha entre Rio de Janeiro e São Paulo.

    Nasceu no Rio de Janeiro, onde se formou em engenharia pela PUC, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

    Iniciou sua carreira na fotografia com a exposição “Paris 2”, na Aliança Francesa em São Paulo,1994.

    Desde então, realizou nove exposições individuais com destaque para “Giracorpogira”, na Pinacoteca do Estado de São Paulo, em 2005.
    Em seu trabalho busca subverter a questão da representação a partir do movimento, tanto pelo maneira de gerar e captar imagens, experimentando o ato fotográfico como performance, como pela utilização de suportes cinéticos para as imagens que produz.

    Pesquisa a transposição da fotografia para suportes tridimensionais que ele próprio cria projeta e constrói, transformando suas imagens em objetos e esculturas.