• (11) 3063-4630 / (11) 99957-1753
  • contato@artehall.com.br

  • NotíciasEvandro Soares no Sesc Thermas de Presidente Prudente

    voltar a lista de notícias31/07

    Com curadoria de Danillo Villa, instalações criadas por Evandro Soares e Andrey Zignnatto  ficam em exposição de 5 de julho a 8 de outubro

    Instaladas no bosque do Sesc, obras em metal unem dois artistas na exposição ‘Espaços Forjados’

    imagem sesc

    A partir da próxima quarta-feira (5), o bosque do Sesc Thermas de Presidente Prudente será ocupado pelas obras dos artistas Andrey Zignnatto e Evandro Soares Reis, na exposição Espaços Forjados. Com curadoria de Danillo Villa, as instalações criam um segundo elemento, com enigmas ou sombras que estendem a percepção do objeto para um pouco além do visível.

    imagem sesc 1

    Na própria quarta, às 16h30, os artistas e o curador se encontram para um bate-papo com público em que falam sobre seu processo criativo e as influências artísticas. A participação é gratuita.

     

    A mostra faz parte do projeto Entre Árvores, por meio do qual as exposições de arte visual acontecem ao ar livre, entre as árvores do Bosque. Em contato com a natureza, as obras ganham novos significados e possibilitam outros diálogos com o público.

     

    A exposição fica disponível para visitação de 5 de julho até 8 de outubro, de terça a sexta, das 9h às 19h30, e sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h30.

     

    Ação Educativa

    Entre os dias 15 e 25 de agosto, nos períodos da manhã e tarde, o Sesc Thermas promove uma ação educativa com os alunos das escolas e universidades de Presidente Prudente, mediada pelo curador da exposição, Danillo Villa, e arte-educadores convidados. Para agendar turmas, basta entrar em contato pelo telefone (18) 3226-0426.

     

    Andrey Zignnatto

    Artista autodidata, Andrey participou de diversos cursos e oficinas da Associação dos Artistas Plásticos de Jundiaí, onde também atuou como professor entre 1999 e 2011. É também idealizador do Circuito de Artes Visuais de Jundiaí e diretor da Fluxus Cia. de Dança Contemporânea.

     

    Nos trabalhos feitos para o Sesc Thermas, o artista usa brinquedos de parquinhos infantis, mas há neles alguma interferência que compromete seu uso comum. Duplicando um gira-gira, como se houvesse um espelhamento, Andrey cria uma nova e intrigante estrutura. Em algum ponto, as peças se unem e, assim, não giram.

     

    A paralisia é o recurso que o artista impõe aos brinquedos, o que destaca seu funcionamento por contraposição. Esse impedimento oferece um viés perceptivo sobre o movimento, a infância, os jogos, como se fossem congelados e rendessem suas estranhezas à nossa observação.

     

    Evandro Soares Reis

    Nascido no Morro do Chapéu (BA), Evandro se mudou para Goiânia em 1999 a convite da irmã. Lá continuou trabalhando como serralheiro, mesmo ofício que desempenhava quando estava em sua terra natal. Com o trabalho com o ferro, intuitivamente começou a criar formas artísticas usando soldas, martelos e serras. Aproveitando muitas vezes o que seria desprezado, começou a fazer arte.

     

    Os trabalhos de Evandro ocupam um espaço limítrofe entre o desenho e a escultura, problematizando as possibilidades de cada modalidade, a partir de suas estruturas concretas. Seus procedimentos construtivos orientam-se por um extremo rigor e conferem às suas peças a aparência de terem sido constituídas de um só lance, como se surgissem inteiras, abstratas, como uma formação cristalina.

     

    Estruturas cúbicas de metal e possíveis projeções de suas sombras criam situações espaciais inesperadas e imprevisíveis que geram dúvidas sobre a veracidade da tridimensionalidade dos elementos e remetem diretamente ao desenho como projeto e como possibilidade de idealização de espaços impossíveis.

     

    Curadoria
    A exposição tem curadoria de Danillo Villa, de Londrina (PR). Villa é doutor em artes pela USP e dirige a Divisão de Artes Plásticas da Casa de Cultura (UEL), onde também trabalha como curador e coordenador do projeto Ateliê Permanente. Além disso, leciona no curso de Artes Visuais da mesma universidade.

     

    SERVIÇO

     

    Projeto “Entre Árvores”

     

    Exposição – Espaços Forjados

    Com os artistas Andrey Zignnatto, de Jundiaí (SP), e Evandro Soares Reis, de Goiânia (GO), com curadoria de Danillo Villa, de Londrina (PR).

    Período de visitação: de 5 de julho a 8 de outubro.

    Terça a sexta, das 9h às 19h30.

    Sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h30.

    No Bosque do Sesc Thermas.

    Grátis. (Classificação indicativa: livre).

     

    Bate-Papo – Espaços Forjados

    Com os artistas Evandro Soares, de Goiânia (GO) e Andrey Zignnatto, de Jundiaí (SP), e o curador da exposição Espaços Forjados Danillo Villa, de Londrina (PR).

    Dia 5 de julho, quarta-feira, às 16h30.

    Na Área de Convivência do Sesc Thermas.

    Grátis. (Classificação indicativa: livre).