• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaGaleria Marcelo Guarnieri apresenta Ivan Serpa

    voltar para a agenda

    Galeria de Arte Marcelo Guarnieri apresenta Diário Visual de Ivan Serpa com 54 obras. Trabalho evidencia a experimentação da gestualidade na obra do artista rumo a transição da linguagem construtiva abstrata para a figuração de influência expressionista. 

     

    Em sua segunda exposição após abertura da unidade de São Paulo, a Galeria de Arte Marcelo Guarnieri apresenta no próximo dia 31 de maio (sábado), 10h/17h, a individual do pintor, gravador e desenhista carioca Ivan Serpa. A mostra apresenta uma série de 54 obras em nanquim e guache sobre papel, em pequenos formatos,  realizados pelo artista no período de 29 de dezembro de 1961 a 30 de março de 1962.

    Cada trabalho é individualmente datado em seqüências de dias consecutivos, conferindo ao conjunto o caráter de diário visual.

     

    Ivan Serpa, Sem Título - 20-3-62, 1962. Nanquim e guache sobre papel, 21 x 28 cm

    Ivan Serpa, Sem Título – 20-3-62, 1962. Nanquim e guache sobre papel, 21 x 28 cm

    A importância da exposição reside em mostrar pela primeira vez em uma galeria de arte o período que compreende a profícua fase de experimentação de Ivan onde ele desenvolve, através de uma gestualidade própria, a aproximação entre a linguagem construtiva abstrata, desenvolvida até então pelo artista, e uma figuração de inspiração expressionista, inédita em sua obra. São utilizados no processo de produção das obras instrumentos não convencionais, como pequenos pedaços de madeira, ao lado de instrumentos tradicionais, como o pincel,. “As imagens são compostas por elementos pouco determinados, manchas e respingos de tinta, que sugerem uma alternância entre gesto e construção, espontaneidade e cálculo, acaso e deliberação, figuração e abstração”, conta o galerista Marcelo Guarnieri sobre a exposição.

    O momento em que o artista realiza essas obras configura-se como o ápice da carreira de Serpa quando o artista foi consagrado com o prêmio na Bienal de Zurique e na VI Bienal Internacional de São Paulo, além da participação em importantes mostras como a XXXI Bienal de Veneza, a Bienal de Córdoba, e a exposição individual no Museu de Arte Moderna de São Paulo. A serie de experimentações iniciadas neste período, irão culminar posteriormente na realização dos trabalhos da chamada “fase negra”, a produção mais conhecida do artista.

    Ivan Serpa, Sem Título - 22-3-62, 1962.Nanquim sobre papel.21 x 28 cm

    Ivan Serpa, Sem Título – 22-3-62, 1962.Nanquim sobre papel.21 x 28 cm

    Com período de visitação que vai do dia 31 de maio 12 de julho de 2014, as obras da fase de transição de Ivan Serpapodem ser conferidas na Galeria de Arte Marcelo Guarnieri, que fica na Alameda Lorena, 1966, bairro dos Jardins, em São Paulo.

    Com entrada gratuita, a visitação ocorre de segunda a sexta das 10h às 19h e aos sábados das 10h às 17h. Para mais informações, acessar a páginawww.galeriamarceloguarnieri.com.br ou pelos telefones (11) 30635410/ (11) 30834873. Abertura 31 de Maio, das 10h00 às 17h00.

     

    Com período de visitação que vai do dia 31 de maio a 12 de julho de 2014, as obras da fase de transição de Ivan Serpa, podem ser conferidas na Galeria de Arte Marcelo Guarnieri, que fica na Alameda Lorena, 1966, bairro dos Jardins, em São Paulo.

    A entrada é gratuita, e a visitação ocorre de segunda a sexta das 10h às 19h e aos sábados das 10h às 17h. Para mais informações, acessar a página www.galeriamarceloguarnieri.com.br ou pelos telefones