• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaGaleria Marília Razuk apresenta individuais de Lucia Loeb e Marlon de Azambuja

    voltar para a agenda

    Marlon de Azambuja

    De 10 de maio a 7 de junho

    image001Para a sua mostra individual na Galeria Marilia Razuk, o artista Marlon Azambuja apresentará um conjunto de obras entre vídeos e uma série de pinturas negras, resultado de suas pesquisas relacionadas à arquitetura e suas representações. Com abertura no dia 10 de maio, a exposição intitulada Movimento Concreto traz obra homônima e inédita no Brasil, formada por uma série de vídeos realizados na Avenida Paulista em 2009, em que o artista movimenta a câmera para obter um balanço sensual dos edifícios, remetendo à dança e à masturbação e jogando com o conceito de estabilidade que uma cidade apresenta.

    Ao lado dos vídeos, o artista expõe pinturas negras da cidade de São Paulo, tendo como ponto de partida o registro fotográfico de vários edifícios da icônica Avenida Paulista. Azambuja faz uma leitura pessoal, investigando o caráter de capital simbólico que os prédios representam. Ampliados em grandes dimensões, estes registros passam por um trabalho minucioso de intervenção, com o uso de um marcador preto, deixando apenas as linhas que formam a essência da imagem. “O espectador se encontra com uma espécie de plano de edifícios que já fazem parte da história do lugar, abrindo uma porta para se repensar o futuro”, afirma o artista.

    A mostra se completa com a obra Could Hard Cash, “expressão norte-americana para dinheiro pago em espécie e com urgência”, explica o artista. As peças são constituídas por um grupo de esculturas de cimento confeccionadas a partir de moldes de dinheiro verdadeiro e estão agrupadas em torno dos valores que representam, sendo a principal uma réplica do volume de um milhão de reais.

    Artista multimídia, Marlon tem usado linguagens diversas, como fotografia, colagem, desenho, escultura e instalação para realizar pequenas ”transgressões” no espaço público e no próprio espaço expositivo, convidando o espectador a refletir sobre as possibilidades de se estabelecer novas relações com o entorno.

    Em suas intervenções urbanas, se apropria de elementos mais diversos das ruas, com a intenção de chamar atenção ou permitir a descoberta de aspectos do cotidiano que muitas vezes não são notados.

    Marlon de Azambuja nasceu em Santo Antônio da Patrulha, Rio Grande do Sul, em 1978. Iniciou sua carreira artística em Curitiba e desde 2005 vive e trabalha em Madri na Espanha.

     

    Lucia Loeb

    De 10 de maio a 30 de junho

    image002Os universos bibliográfico e fotográfico se entrelaçam na primeira individual que a fotógrafa Lucia Loeb prepara para a Galeria Marilia Razuk, com dois trabalhos que refletem a fotografia e seu suporte, ultrapassando o conceito da foto impressa e restaurando o foco nos efeitos da luz. Eles também discutem a memória, uma vez que a foto e o livro são objetos de registro, trazendo à tona a questão do efêmero e da transformação.

    Em uma das obras, intitulada Memória Fotográfica, a artista pretende inserir o espectador dentro de um dos livros que criou, preenchendo o espaço da galeria com as suas imagens e projeções. Já na obra e A Carinhosa, Loeb criou cinco versões de uma mesma imagem usando diferentes deslocamentos de impressão.

    A mostra abrirá no dia 10 de maio, na Galeria Marília Razuk (R. Jerônimo da Veiga, 62).

    LUCIA MINDLIN LOEB (1973, São Paulo, SP).  A fotografia é seu objeto de trabalho desde 1991. É graduada em desenho gráfico pelo Centro Universitário Belas Artes, São Paulo. Ingressa no programa de mestrado em artes visuais da ECA, USP. Participou de cursos de fotografia ministrados por Carlos Moreira e Regina Martins, e por Edith Derdyk, no Instituto Tomie Ohtake.

    www.galeriamariliarazuk.com.br