• (11) 3063-4630 / (11) 98108-6767
  • contato@artehall.com.br

  • AgendaLourival Cuquinha, artista da 3ª Edição do Clube Hall, participa de Multitude

    voltar para a agenda

    Projeto Multitude – Sesc Pompeia

    Entre abril e agosto, o projeto Multitude reúne diferentes atividades que têm como ponto de confluência o embate com o termo multidão. Artistas e pesquisadores, nacionais e internacionais, participam da exposição e de espetáculos, encontros e performances.

     O projeto conta com a participação de 22 artistas, entre eles, Lourival Cuquinha com a obra Varal. No dia 2 de agosto, às 15h, o artista participa de uma conversa com o público para discutir temas acerca de sua obra.

    Varal, 2003-2008

    Varal, 2003-2008

    Varal, 2003-2008

    Varal, 2003-2008

    Varal, 2003-2008 | Lourival Cuquinha, Brasil

    Instalação – intervenção com linha, corda e roupas doadas costuradas entre si

    Varal foi pensado como uma intervenção urbana a partir dos varais espontaneamente montados por moradores do bairro de Santo Amaro, no Recife, que se apropriam do espaço urbano para secar suas roupas, com intuito basicamente funcional. A obra Varal já foi montada cruzando parques, ruas ou rios em Recife, Olinda, Vitória, Rio de Janeiro (Paço Imperial e Morro Babilônia) São Paulo (Av. Paulista e Parque Ibirapuera) e também em cidades na França, Alemanha e Estados Unidos. Através da inserção de elementos de uso comum no espaço aéreo, Varal modifica temporariamente a paisagem da cidade, sugerindo significados diferentes dependendo do local.

    LOURIVAL CUQUINHA
    Olinda, PE – Brasil, 1975
    Vive em São Paulo, Brasil.

    Atua nas áreas de artes plásticas, audiovisual (fotografia, cinema e vídeo) e intervenção urbana. Seu trabalho atinge o campo político, geralmente partindo de impressões estritas e pessoais. Participa de exposições nacionais e internacionais, com trabalhos caracterizados pela interatividade e pelo diálogo com o público no meio urbano. Sua obra constantemente reflete pensamentos sobre a liberdade do indivíduo e o controle que a sociedade e a cultura exercem sobre ele, assim como o controle exercido pelas instituições sobre a liberdade da arte. Percorrendo um arco que possui inflexões políticas e força poética, a obra do artista surge como local de provocação e nos leva a pensar sobre o lugar que a arte pode ocupar nas negociações pelo exercício da liberdade. Cuquinha é mestre em cinema pela University of Wales e cursou engenharia química, filosofia, direito e história (não concluídos) na Universidade Federal de Pernambuco.